Tempo de leitura: 6 minutos

Certamente, ao navegar pelo Facebook, já terás reparado que, por vezes, és “perseguido” pelos produtos de lojas online que anteriormente visitaste.
Este comportamento é possível através de uma cookie que o Facebook Pixel coloca na loja online, que monitoriza e recolhe informações sobre as acções dos teus visitantes, para que as possas utilizar nos anúncios do Facebook.
Neste artigo vamos esclarecer o que é o Facebook Pixel, como funciona e como podes utilizar na loja online.

O que é o pixel do Facebook?

O Pixel do Facebook é um código que é colocado numa loja online, website ou blog. O objectivo deste código é monitorizar o comportamento dos visitantes no site para que possas criar anúncios consoante determinado evento.

Quando um utilizador visita a tua loja online e efectua determinada acção, como por exemplo aceder a uma página do produto ou até adicionar um produto ao carrinho de compras, o pixel regista esta informação. Assim, consegues perceber o que está a acontecer na loja e o comportamento de potenciais clientes.

Este recurso torna-se ainda mais interessante porque o pixel, não só regista esta informação para consultares e analisares, como instala também um cookie no utilizador que efectuou a acção.

Esta ferramenta, que está directamente associada aos anúncios criados através do Facebook, também conhecidos como Facebook Ads, permite-te criar anúncios a todas as pessoas que o pixel registou.

Como funciona o Facebook pixel?

Quando começamos o nosso negócio online, queremos obter algumas informações sobre os visitantes, tráfego e perceber o tipo de movimento que estamos a ter na loja.

Ferramentas como o Facebook pixel ajudam-te, de forma gratuita, a perceber o que está a acontecer no teu website.

Os dados guardados pelo pixel, que servem essencialmente para serem utilizados em campanhas de anúncios do Facebook, podem também ser utilizados apenas como uma base de análise para quem ainda não pretende anunciar na rede social.

O seu funcionamento é bastante simples: basta integrar com a loja e aguardar que o pixel comece a mostrar informações sobre o tráfego.

Eventos de conversão

Para as lojas online, a nossa sugestão, é que o pixel registe os seguintes eventos:

  • Visualizar conteúdo (ViewContent)
  • Pesquisar (Search)
  • Adicionar ao carrinho (AddToCart)
  • Adicionar à wishlist (AddToWishlist)
  • Início de checkout (InitiateCheckout)
  • Informações de pagamento (InitiateCheckout)
  • Início de checkout (AddPaymentInfo)
  • Efectuar uma encomenda (Purchase)
  • Criar registo de cliente (CompleteRegistration)

A partir do momento que começas a obter dados mais qualificados sobre o teu tráfego, podes agrupar os visitantes em detrimento das suas acções e anunciar directamente para eles.

Esta é a forma de nos certificarmos que os nossos anúncios são apresentados às pessoas com maior probabilidade de comprarem na nossa loja.

Para além dos eventos, estas são algumas das acções essenciais que consegues com os dados do pixel:

  • Recolha de acções de visitantes;
  • Compreensão do tráfego de loja e medição por dispositivo;
  • Criar públicos personalizados consoante determinado evento;
  • Criar públicos semelhantes com base em determinado perfil de cliente;
  • Optimização dos anúncios e poupança no orçamento.

Como utilizar o pixel do Facebook?

Públicos personalizados

A criação de públicos personalizados tem como principal objectivo a segmentação do nosso público, ou seja, as pessoas que de facto estiveram na nossa loja e efectuaram alguma acção.

A partir deste segmento, conseguiremos criar anúncios de retargeting.

É importante referir que todos estes dados são anónimos, e que de forma directa, não consegues especificar um anúncio para determinada pessoa, mas sim para um conjunto de pessoas que tiveram determinada acção.

Publico Personalizado Pixel

Um exemplo muito prático e simples aplicado ao mundo das lojas online: criar um anúncio de conversão no Facebook para carrinhos abandonados.

Esta é provavelmente a solução mais comum e utilizada nas lojas online a nível de Marketing Digital para combater o abandono de carrinho, isto porque de uma forma muito simples, podes criar anúncios para pessoas que adicionaram produtos ao carrinho mas não terminaram a compra.

Tudo o que precisamos para este exemplo prático:

  • Pixel instalado;
  • Integração com eventos do carrinho;
  • Dados no pixel que são adquiridos ao longo do tempo com interações na loja por parte dos visitantes.

A partir da imagem anterior, conseguimos perceber que existem algumas opções a partir do pixel. A que precisamos neste caso será o Público personalizado.

A criação de público tem sempre por base determinados eventos que ocorreram na tua loja online enquanto o pixel esteve activo.

Para o caso de carrinhos abandonados, o que pretendemos são todos os utilizadores que adicionaram produtos ao carrinho e não terminaram a compra.

Na imagem seguinte exemplificamos como fazê-lo:

Publico Personalizado Pixel

Neste caso, estamos a criar um grupo para todos os visitantes que adicionaram produtos ao carrinho, ou seja, accionaram o evento “AddToCart” e que não concluíram a compra.
Por esse motivo temos de excluir as pessoas com o evento de compra (purchase).

A retenção é um dado bastante importante para definir o nosso público, mas também variável com o que procuramos, basicamente estamos a indicar que pretendemos atingir determinado público dos últimos 30 dias.

Nos carrinhos abandonados, é sugerido para lojas com produtos com um carrinho médio elevado manter um prazo mais alargado como o deste exemplo, isto porque o utilizador costuma demorar mais tempo a analisar e a terminar a compra. Caso seja uma loja com produtos de valor mais baixo, fará sentido diminuir o prazo para conseguirmos pressionar a concluir a compra.

Outro exemplo bastante simples: querermos criar um anúncio para todos os visitantes que acederam a determinada categoria ou produto na loja, que adicionaram produtos ao carrinho e não terminaram a compra.

Neste caso seria replicar o processo anterior e adicionar um novo parâmetro: pessoas que visitaram determinada página:

Segmentar Publico Pixel

Neste exemplo, para além de incluirmos o evento de adicionar ao carrinho e excluir pessoas que de facto compraram, estamos a criar um funil maior: todos os visitantes que acederam à categoria Malas e Acessórios, adicionaram produtos e não terminaram.

Se queres direccionar para determinada categoria, tens de indicar parte do URL da categoria, neste caso o URL da categoria seria: https://lojaonline.pt/malas-e-acessorios.

Os exemplos do ecommerce são sempre mais direccionados para o abandono do carrinho, mas consegues facilmente criar públicos a partir de uma simples visita ao produto, especificando o URL da página de produto e utilizando o evento de visualização de conteúdo.

A versatilidade do pixel e do serviço permite-te, à tua medida, criares campanhas diversas para os fins da tua loja online.

Algumas acções que podes segmentar facilmente e que deixamos como exemplo:

  • Pessoas que acederam à loja online nas últimas 24 horas;
  • Pessoas que acederam a determinada página, categoria ou produto no website;
  • Pessoas que abandonaram determinado passo do carrinho em específico;
  • Pessoas que visitaram a página recentemente e que não voltaram à loja.
Públicos semelhantes

Os públicos semelhantes, que podem surgir no facebook como “Lookalike”, são públicos que possuem características semelhantes.

Para percebermos melhor a diferença entre públicos personalizados e semelhantes, imaginemos que temos um grupo personalizado para pessoas que visitaram determinada página de produto e não adicionaram sequer ao carrinho o mesmo. Este público é feito com base nas pessoas que de facto acederam à tua loja online.

Se criarmos um público semelhante a partir deste grupo, o que vai acontecer é que o Facebook vai tentar encontrar perfis semelhantes como este grupo em toda a rede do Facebook e mostrar o anúncio.

É uma ferramenta bastante poderosa para alcançar novos clientes, sendo que, para obteres benefícios com este público, precisas de ter uma boa base de dados de clientes e com bastantes eventos no teu pixel.

Grupo de pessoas

Conversões personalizadas

O Facebook pixel inclui grande parte dos eventos padrões e que abrangem o suficiente para te ajudar a mostrar anúncios a públicos correctos. No entanto, pode existir um ponto em que podemos querer medir determinada acção em específico.

Um exemplo muito simples, para além das conversões normais: pretendo, por algum motivo, começar a medir e segmentar as pessoas que acederam à página de contactos. Este é o objectivo das conversões personalizadas: criar excepções ou comportamentos específicos.

Existe ainda a particularidade de criarmos uma conversão específica para um produto em que podemos definir qual o valor da conversão, ou seja do produto.

Este dado é importante para o Facebook perceber qual o valor e tipo de cliente para este produto para que posteriormente possa também encontrar públicos semelhantes.

Para além de conseguirmos especificar e personalizar a conversão, assim como obter dados sobre a mesma, iremos também conseguir criar anúncios para as conversões personalizadas.

O que fazemos com o público?

Esta é a parte mais simples, apesar de este ponto estar relacionado com o Facebook Ads, deixamos um pequeno exemplo.

Quando crias um anúncio, tens várias opções com base na tua finalidade, o nosso exemplo é criar um anúncio de conversão de compras e para público de carrinhos abandonados que criámos anteriormente.

Como loja online, o que nós queremos é definir que a localização do evento é no nosso site e pretendemos o evento de compra na loja.

Criar Anuncio

De seguida encontras uma zona onde podes filtrar o teu público e escolher ao qual procuras mostrar este anúncio.

Criar Anuncio

Após a configuração, definição de orçamento e data do anúncio basta pensares o que vais mostrar a nível gráfico, como por exemplo a imagem e o conteúdo de incentivo.

O Facebook Pixel e a Shopkit

O uso do pixel é sugerido a todos os negócios que comercializam online.

Se tua loja trabalha com um programador e pretende desenvolver de forma manual a integração, o Facebook disponibiliza instruções para que possas implementar o pixel na mesma.

Se a tua loja estiver na Shopkit, também podes fazer a integração no código, no entanto, temos disponível a app Facebook Pixel na App Store da Shopkit que adiciona o código necessário do Facebook Pixel na tua loja, para que não tenhas que fazer a integração manualmente.

Basta inserires a Identificação do Pixel e os seguintes eventos serão monitorizados automaticamente:

  • Visualizar conteúdo (ViewContent)
  • Pesquisar (Search)
  • Adicionar ao carrinho (AddToCart)
  • Adicionar à wishlist (AddToWishlist)
  • Início de checkout (InitiateCheckout)
  • Informações de pagamento (InitiateCheckout)
  • Início de checkout (AddPaymentInfo)
  • Efectuar uma encomenda (Purchase)
  • Criar registo de cliente (CompleteRegistration)