Tempo de leitura: 11 minutos

Se nunca promoveste o teu negócio no Google Ads, este guia pode ajudar-te a dar os primeiros passos na criação de anúncios. Independentemente do teu orçamento para publicidade, existe sempre espaço para começares a utilizar o Google ads, o serviço de promoção mais utilizado para lojas online.

O que é o Google Ads?

O Google Ads é uma ferramenta digital que permite a um website promover a sua página no Google através de publicidade.

Os anúncios são exibidos com base em determinadas palavra-chaves ou termos inseridos pelo visitante no motor de busca, ou em sites de parceiros na rede de display. Desta forma, a tua loja online pode surgir no topo dos resultados mostrados após uma pesquisa nos motores de busca, segmentada para o teu público, e, assim, alcançar novos visitantes e possíveis compradores.

Como funciona?

O Google Ads é um serviço complexo pelo número de opções que oferece para quem está a começar, no entanto, é o que mais hipóteses de retorno sobre o investimento (ROI) oferece a quem o utiliza.

Esta ferramenta funciona na base de um leilão, sendo que o anúncio “vencedor”, e que será mostrado na palavra-chave pretendida, é escolhido de acordo com os seguintes critérios:

  • Custo por clique ou CPC máximo (valor máximo que estás disposto a pagar por clique no anúncio);
  • Índice de qualidade das palavras-chave;
  • Impacto das extensões.

Sempre que existe uma pesquisa nos motores de busca, ocorre este leilão, com base nas variáveis referidas.

A combinação entre estes três factores resulta na posição do anúncio.

O índice de qualidade é uma medida de avaliação de um anúncio em comparação com outros concorrentes, escolhidos com base na:

  • Previsão da taxa de cliques (CTR);
  • Relevância da palavra-chave ao anúncio;
  • Qualidade da página de destino (a tua loja online).

Quanto mais alto for o teu índice de qualidade (numa escala de 0 a 10), menor será o seu custo e melhor será o respectivo posicionamento nos resultados. É bastante provável que estes termos sejam mais complicados para quem está a começar, mas com o passar do tempo e uso da ferramenta tornam-se bastante familiares.

Quais as vantagens?

O principal benefício de utilizar esta ferramenta do Google é o facto de não existir outro serviço que ofereça mais oportunidades para divulgar um negócio. O Google Ads é o único serviço que permite criar anúncios de pesquisa e promover websites e/ou produtos para um elevado número de pessoas.

Para além da rede de pesquisa, existe também a possibilidade de criar anúncios para a rede display, YouTube, Gmail, Apps e rede shopping.

Na criação dos anúncios existem ferramentas com o poder de segmentar ao detalhe o nosso público e mostrar a nossa publicidade a quem realmente interessa.

O comerciante tem também a possibilidade de gerir o seu orçamento e gastar apenas quando existe um clique no anúncio, não existindo qualquer compromisso temporal e de orçamento.

Visto que é um produto do Google, é possível conectar mais serviços do Google como o Google Analytics e o Search Console para uma análise mais detalhada dos resultados e tráfego da loja.

Google Search

Como e onde anunciar?

Para perceber o seu funcionamento, vamos entender primeiro onde podemos anunciar:

  • Anúncios para rede de pesquisa.
  • Anúncios para rede display.

Consoante estas configurações os nossos anúncios são mostrados de forma diferente, a públicos segmentados, por isso, será importante conhecer o comportamento de cada uma destas hipóteses.

Anúncios para rede de pesquisa

Um anúncio na rede de pesquisa do Google, é provavelmente o exemplo mais comum e que já deves conhecer.

Quando realizas determinadas pesquisas no motor de busca, já deves ter reparado que alguns anúncios surgem no topo. Esses anúncios são apresentados com base em determinadas palavras-chave e colocados de forma propositada pelos anunciantes.

Os anúncios que surgem em cima, ao lado, abaixo dos resultados de pesquisa, são classificados como anúncios para a rede de pesquisa.

Existe ainda a possibilidade de anunciares na rede parceiros de pesquisa do Google. Esta rede inclui websites parceiros do Google que foram aprovados para exibir anúncios de outros anunciantes. Desta forma, para além da rede de pesquisa, os teus anúncios podem surgir também noutros websites.

Anúncios para rede display

A rede display do Google é um conjunto de websites, vídeos e aplicações que te permitem mostrar os teus anúncios. Esta opção torna-se ainda mais interessante pela possibilidade de conseguires segmentar a rede que pretendes anunciar, conforme a tua área de negócio ou o conteúdo que promoves.

Um exemplo bastante simples, imaginando que pretendemos anunciar a tua nova gama de sapatos na rede display. Vais conseguir, por exemplo, anunciar os teus sapatos em websites ou blogs de referência de vestuário.

Desta forma, estás a criar publicidade para pessoas que provavelmente têm mais interesse no teu produto.

Em que formatos posso anunciar?

Quando começas a anunciar na plataforma vais encontrar uma variedade de formatos para criares os teus anúncios. Dependendo da tua finalidade, podes promover os teus produtos com vídeos, imagens, gráficos, texto e outros formatos.

Anúncios de texto

Os anúncios de textos são os mais comuns do Google Ads. São anúncios para a rede de pesquisa que contêm apenas texto e com possibilidade de associar também extensões.

Anúncios adaptáveis

Este tipo de anúncios são direccionados para quem pretende anunciar na rede display. São designados adaptáveis, visto que o conteúdo inserido (texto, imagem, logo) fica adaptado ao espaço disponível para o anunciante.

Anúncios do Shopping

Esta funcionalidade já conhecida para as lojas online como Google Shopping, permite aos anunciantes mostrar anúncios com um título, o preço, o nome da loja e mais detalhes do produto directamente nos resultados do Google.

Google Shopping

Anúncios gráficos e de vídeo

Relacionados com a rede de parceiros de pesquisa, é possível também anunciar através de gráficos, gifs e vídeos interactivos. Podes também anunciar directamente no YouTube e na Rede display.

Campanhas Discovery

Através das campanhas Discovery é possível realizar campanhas para plataformas como o Gmail ou Youtube. Os anúncios em si vão surgir na zona do social/promoções.

Remarketing

É possível que já tenhas sido perseguido por publicidade quando clicas em determinado website. O Google Ads permite que cries anúncios para pessoas que interagiram com a tua loja online.

Este formato de anúncio é chamado de remarketing.

Quanto custa?

Quanto Custa

Neste ponto já deves ter percebido que o Google Ads, sendo um sistema semelhante a um leilão, funciona com orçamento. Não existe uma obrigação temporal e custo mínimo para apresentar anúncios.

Custo por clique (CPC)

Neste tipo de pagamento, defines o custo máximo (CPC max) que estás disposto a pagar por cada clique feito nos teus anúncios.

Podes monitorizar o CPC manualmente, controlando o custo por cada palavra-chave ou monitorizar o CPC de forma automática, deixando o Google Ads fazer essa gestão por ti.

No geral, é provável que grande parte das cobranças sejam abaixo do CPC máximo definido, visto que este parâmetro é definido principalmente para classificar anúncios e comparar com anúncios concorrentes. O CPC cobrado é chamado de CPC Real.

O facto de o meu CPC máximo ser mais alto, não quer dizer que o meu anúncio seja o melhor. O que de facto conta para o Google é a respectiva classificação total do anúncio.

O exemplo do Google

Para percebermos como o lance CPC funciona, deixamos também o exemplo do Google:

Cinco anunciantes estão a concorrer por um máximo de quatro posições do anúncio acima dos resultados da pesquisa. A respetiva classificação de anúncios de cada um dos anunciantes é de, digamos, 80, 50, 30, 10 e 5.

Se a classificação de anúncios mínima necessária para a apresentação acima dos resultados de pesquisa for, por exemplo, 40, apenas os primeiros dois anunciantes (com classificações de anúncios de 80 e 50) são apresentados acima dos resultados de pesquisa. O anunciante com a classificação de anúncios de 80 paga apenas o suficiente para superar o anunciante com a classificação de anúncios de 50.

Uma vez que não existe outro concorrente elegível, o anunciante com a classificação de anúncios de 50 paga apenas o suficiente para superar a classificação de anúncios mínima de 40. Se a classificação de anúncios mínima necessária para a apresentação abaixo dos resultados de pesquisa for 8, então dois dos três anunciantes restantes (com classificações de anúncios de 30 e 10) são apresentados abaixo dos resultados de pesquisa.

Inicialmente, é complicado perceber o custo que um anúncio tem para o nosso negócio, por este motivo, os nossos anúncios devem ser melhorados e analisados de forma constante.

Estas três ferramentas podem ajudar no processo:

Como escolher as palavras-chave?

Escolher a palavra-chave correcta para o teu anúncio é o passo mais importante para direccionar o anúncio para o público certo.

Para te ajudar neste processo existem serviços como o Google Keyword Planner ou Google Trends.

Estas ferramentas do Google são fundamentais para obteres as palavras-chave mais relevantes e com maior tendência de pesquisa, poupando-te tempo e prevendo custos para os teus anúncios.

Correspondência de palavras-chave

Existem várias formas que podemos utilizar para inserir as palavras-chave, chegando assim a diferentes públicos. Também conhecidos como correspondências de palavras-chave, esta forma de anunciar, define o nível de correspondência que a pesquisa do utilizador precisa de ter para que o anúncio seja considerado para o leilão.

Existem as seguintes formas de correspondência:

  • Correspondência ampla;
  • Correspondência de expressão;
  • Correspondência exacta;
  • Negativa.
Correspondência ampla

Este tipo de correspondência tem por base devolver anúncios relacionados com a palavra-chave. Os resultados podem ser simplesmente sinónimos, associações ou termos relacionados com as palavras-chave.

Este método ajuda a atrair mais visitantes, obtendo mais facilmente visitantes por website, o que pode ser útil para poupar tempo a criar listas de palavras-chave. Ainda assim, poderá ter um índice de qualidade menor, visto que é utilizado para termos mais abrangentes.

Se por exemplo o nosso anúncio tiver por base a palavra-chave casacos homens, é possível que o anúncio seja devolvido também em pesquisas por exemplo de casacos masculinos, sobretudos para homem ou blusões masculinos.

Caso existam posteriormente palavras-chave que não funcionam, o ideal será adicioná-las às palavras-chave negativas.

Correspondência de expressão

A correspondência de expressão serve quando queremos que o nosso anúncio surja caso a nossa palavra-chave seja utilizada numa frase ou expressão. O anúncio será devolvido caso a nossa palavra-chave esteja incluída em determinada expressão e na mesma ordem.

Quando pretendemos utilizar a correspondência de expressão, devemos colocar a palavra-chave dentro de aspas, como por exemplo: “casacos para homens”.

Neste caso, o nosso anúncio pode ser mostrado em pesquisas como “casacos para homens azuis”, “lojas de casacos para homens”ou “outlet casacos para homens”.

Correspondência exacta

Tal como o nome indica, esta correspondência permite que o anúncio só apareça quando a pesquisa for feita pela palavra-chave ou com termos muito semelhantes.

Estes termos semelhantes incluem também singulares e plurais, reordenação dos termos ou abreviaturas.

Quando pretendemos utilizar a correspondência exacta, devemos incluir parênteses rectos na palavra-chave. Um exemplo desta correspondência é: [casacos homens].

Por exemplo, se a palavra-chave for [casacos homens], o anúncio será devolvido, também, em pesquisas como casaco homens , homens casacos ou casacos para homens.

Correspondência Negativa

Este método serve para garantir que não tens cliques e que não gastas orçamento em anúncios com termos que não queres. Desta forma, podes excluir determinadas palavras-chave do teu anúncio. Por exemplo, se quiseres anunciar para o termo casacos para homens, podes simplesmente adicionar como palavra-chave negativa casacos por ser demasiado óbvio e vago.

Este artigo de suporte do Google ajuda também a compreender relativamente a todas estas opções.

Estrutura do Google Ads

Antes de começarmos a criar uma campanha, vamos conhecer alguns fundamentos básicos e a estrutura da ferramenta do Google Ads.

Estrutura Adwords

A partir do momento que criamos uma conta no Google Ads, vamos encontrar alguns termos como campanha, grupo de anúncios, anúncios e palavras-chave.

A campanha consiste na nossa publicidade e o que vamos mostrar ao nosso público.

É nela que definimos o orçamento, licitação, segmentos, localização e outros parâmetros.

Os grupos de anúncios são divididos por anúncios para a rede de Pesquisa e para a rede Display.

É aqui que definimos as palavras-chave, orçamento e anúncios de texto no caso de anúncios para a rede de Pesquisa, e onde definimos a segmentação, posicionamento e ilustração dos anúncios para a rede Display.

Na criação de uma nova campanha vamos encontrar várias opções que nos facilitam o processo, e o mais provável para a loja online será escolhermos uma campanha que aumente as vendas. Depende, ainda assim, do que pretendemos inicialmente, porque pode existir o caso em que, a nossa loja precise inicialmente de obter tráfego.

Campanha Google Ads

Quando num primeiro momento escolhemos o objectivo, vamos conseguir escolher o tipo de campanha e como alcançar o objectivo definido.

Campanha Google Ads

Campanha Google Ads

Ao começarmos a configurar um pouco da nossa campanha vamos encontrar algumas opções como a rede em que pretendemos disponibilizar o anúncio, a localização e o idioma.

Campanha Google Ads

Campanha Google Ads

Este segmentação é bastante importante para conseguirmos mostrar a nossa publicidade às pessoas certas. Se o teu negócio comercializa apenas em Portugal ou até determinada zona do país, consegues, por exemplo, especificar o país ou mesmo uma zona do país para o anúncio ser mostrado.

Posteriormente, podes definir se pretendes que o lance seja automático, definindo apenas o seu objectivo ou podes optar por uma estratégia manual, onde defines o CPC máximo para a palavra-chave. Até que conheças um pouco do serviço, sugerimos que definas um orçamento baixo para a tua campanha e o tipo de lance automático, para que o Google ajude a optimizar os lances e resultados.

Campanha Google Ads

As extensões são um aspecto importante para o anúncio, tanto para avaliação, como para a informação para o utilizador. Esta funcionalidade permite adicionar informações extras e relevantes às nossas publicidades.

Podemos deixar o Google retirar alguma informação automática do nosso site e assim criar extensões automáticas por nós ou então criarmos directamente essa informação.

Campanha Google Ads

Segue um exemplo de anúncio em que as extensões utilizadas “loja no Facebook” e “facturação automática” são chamadas de sitelinks.

Anúncio Shopkit

Neste artigo de suporte do Google Ads podes encontrar informação sobre todo o tipo de extensões.

Quando avançamos para o passo dos anúncios vamos encontrar a zona onde definimos a informação dos anúncios e as palavras-chave.

Campanha Google Ads

É com base em toda a informação que inseres sobre o orçamento e as palavras-chave escolhidas que o Google Ads prevê o que podem ser os resultados da campanha.

Por fim, tens a parte mais criativa da criação de campanha que é o anúncio em si, incluindo o seu título, descrição e outras informações relevantes para começares a tua campanha.

Acompanhamento de conversões

A conversão é de facto o que mais interessa para os nossos anúncios.

É importante para a nossa publicidade conseguirmos definir qual é a conversão que nos interessa, seja a finalidade o clique no anúncio, originar uma compra online ou até preencher um formulário disponível no nosso site ou landing page.

Para que a nossa loja online consiga perceber o percurso do visitante precisamos de configurar a conversão do nosso negócio.

No menu principal vamos encontrar uma zona com referência às conversões e será nesse menu que vamos conseguir indicar ao Google Ads qual é o nosso objectivo.

Conversões

Depois desta configuração vais obter um código de acompanhamento de conversões e terás de colocar uma tag html no campo da tua loja online.

Na Shopkit para além de conseguires associar esta tag, podes também optar por utilizar a nossa app do Google Ads.

Google Ads e Shopkit

A conversão integrada com a loja online permite ao Google Ads oferecer-te dados e estatísticas sobre o histórico das conversões para que os teus anúncios sejam melhorados.

Google Analytics e Google Search Console

Associar outros serviços do Google à conta do Google Ads é extremamente importante para percebermos todos os cliques do visitante.

O Google Analytics inclui várias métricas que podemos consultar relativamente aos anúncios criados no Ads. Se por sua vez, o Google Ads oferece a possibilidade de conhecer uma melhor performance das palavras-chaves, o Google Analytics permite perceber o que é que os visitantes fizeram após clicarem no teu anúncio inserindo determinada palavra-chave no motor de busca.

Esta integração é também importante para estratégias de remarketing, para que possas criar listas de remarketing com base nos dados que o Google Analytics recolheu sobre os visitantes.

Por outro lado, integrar o Google Search Console pode ajudar-te a confirmar o que está a resultar a nível orgânico: o que os visitantes pesquisam com mais frequência até chegar à tua loja. Com esta integração, podes obter um relatório sobre o tráfego pago e orgânico, comparar os resultados e utilizar os termos mais frequentes nos teus anúncios.

No menu Configuração > Contas associadas, podes associar as tuas contas ao Google Ads.

Conceitos básicos

Antes de finalizarmos o artigo, é importante destacar que sem o Google Ads, o teu negócio não conseguirá o destaque que tanto procuras para a loja online.

Se começaste agora a promover o teu negócio online vais encontrar vários termos novos e esperamos que este artigo seja a base para que possas começar a explorar esta ferramenta e assim impulsionar tráfego e aumentar as vendas da tua loja.

Dicas finais sobre o Google Ads:
  • Começar com as funcionalidades mais básicos do Google Ads;
  • Criar a primeira campanha com baixo orçamento, monitorizar os seus resultados e melhorar na campanha seguinte;
  • Segmentar ao máximo as nossas campanhas por localização, idioma e dados do nosso público-alvo;
  • Grande parte dos anúncios têm por base texto, assim, criar urgência no anúncio e escrever as vantagens do teu negócio são pontos indispensáveis;
  • Evitar uso de termos como “clique aqui” ou “visite o site”;
  • Evitar excesso de palavras e caracteres especiais;
  • Aprendizagem contínua: vais necessitar sempre de pesquisar e perceber novos métodos para melhorar as tuas conversões.
Alguns conceitos a memorizar

Cliques: Números de vezes que alguém clica no anúncio;

Conversão: O objectivo do anúncio, sempre que alguém chega à tua loja através de um anúncio é considerada uma conversão;

Custo por clique (CPC): Anúncio que é cobrado sempre que existe um clique no teu anúncio;

Impressões: Número de vezes que o anúncio é apresentado nos resultados;

Índice de qualidade: Classificação de 0 a 10 dos seus anúncios em comparação com os outros anunciantes;

Landing Page / URL de destino / Página de destino: Página para a qual o utilizador é direccionado após clicar no anúncio;

Taxa de cliques (CTR): Relação entre número de vezes que o anúncio é mostrado na rede de pesquisa (impressões) e o número de vezes que é clicado (cliques).